Ouso escrever.

The end is just a new beginning. So help me God and keep me step fast.
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

"Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar." (Carlos Drummond de Andrade)

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Filiado a International Writers Association
Meus livros são minha essência.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

segunda-feira, 3 de maio de 2021

DIVULGAÇÃO (HOJE TEM POESIA..)

 Hoje tem poesia...

EZEQUIAS ALVES



O FILHO DO PORTEIRO

Bom dia!
Você não me conhece por inteiro
Eu sou aquele filho do porteiro
Que um dia estudou engenharia
Bom dia!
Sou filho do porteiro e economista
Sou médico, dentista e analista
Não ligo para a sua distopia
Bom dia!
Meu pai ganhou a vida abrindo portas
Às vezes até mesmo em horas mortas
Enquanto eu estudava geografia
Bom dia!
Você nem sabe da dificuldade
E fecha os olhos pra desigualdade
A sua insensatez é covardia
Bom dia!
Cansei de acordar cedo e dormir tarde
Somente no dos outros é que arde?
Espere, pois serei doutor um dia
Boa dia!
Vai ver se eu estou lá na esquina
E chupe um sacolé de cloroquina
Às favas com a sua teoria!

quinta-feira, 29 de abril de 2021

ORDEM DO MÉRITO HISTÓRICO LITERÁRIO... (MEDALHA CASTRO ALVES)

MEDALHA CASTRO ALVES
Registro e Catalogação Protocolado
Ministério da Cultura (FBN) sob nº 653026

Conselho Internacional dos Acadêmicos de Ciências, Letras e Artes
CNPJ 19.368.598/0001-02

Instituto Commène Palaiologos de Educação e Cultura
(Entidade Registrada sob nº714 de 10 de dezembro de 1998)
Entidade Acadêmica Signatária do Pacto Global da ONU sob nº 39.621

Outorgada em reconhecimento aos que com fé, trabalho e coragem cultuam e acalentam os ideais de nacionalidade, solidariedade e fraternidade, neste ano em que comemoramos 
os 174 anos de nascimento do Grande Poeta
CASTRO ALVES.
Todas as homenagens e aclamações ao homenageado, por seus
relevantes serviços prestados a Pátria e as causa nacionais, cívicas, históricas e
culturais, inerentes ao Título que neste ato lhe é conferido o de
HONORÍFICO COMENDADOR.
Com este galardão, passa o titular como  seu legítimo dignitário
a usufruir de todas os direitos e privilégios decorrentes desta alta investidura que lhe é deferida
e que que no futuro, seus descendentes, parentes e amigos,
saibam que este certificado lhe foi  outorgado com todos os méritos.



sexta-feira, 16 de abril de 2021

TUDO É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA...


Logo no primeiro momento uma pergunta, não quer calar, e fustiga a minha capacidade interpretativa: - Será que tudo na vida é uma questão de escolha ou está no caminhar meio e fim?

Aqui vou filosofar que é mais fácil... Escolha um modo de pensar. Escolha um modo de agir e reagir. 

A vida é assim caminhamos errando e acertando. Nem sempre nessa ordem, mas sempre aprendendo. Alguns demoram outros não, mas cabe primeiro reparar os próprios fracassos e erros, para depois pensar em apontar os do semelhante. 

Julgar, duvidar, gritar, querer andar no caminho errado é muito fácil.

Entendamos que para começar um novo caminhar - não podemos apenas virar a página. Melhor arrancar a página e começar um novo capítulo. A pior coisa é se arrepender de algo que nunca se tentou. 

Jamais seremos o dono da verdade, até porque, verdade cada um tem a sua. E aqui, poderíamos incluir a questão do livre-arbítrio que, em tese, foge ao que ao titulo proposto. Então que vivamos, um dia de cada vez, sem pressa. Nascemos nus, depois brigamos, agredimos e, por derradeiro, afrontamos as Leis do Deus no qual acreditamos. 

Não espere nada de ninguém, mude a si mesmo! Os maiores desafios que a espécie humana enfrenta são criados por nós próprios, porque para o ser humano é comum os mais fortes explorarem os mais fracos. Consequentemente, não me considero um fraco e sim neste diapasão um sobrevivente. O futuro é o presente e o presente já passou. 

A vida é dinâmica e não há como voltar o tempo. Não há como as horas enganar... Sinto-me livre como o vento sem pressa... Então, dou asas à imaginação e como um náufrago à deriva, com sonhos e planos, vitórias e derrotas, amores e desamores, deixo transbordar as fantásticas suposições no trato com as questões da escolha e, assim, com a certeza de que a vida não dá e não toma – apenas retribui, vou me conscientizando do meu papel. Se as águas do mar da vida quiserem me afogar e se as tristezas quiserem me sufocar, confiando e temente a Deus, Ele será a minha escolha.

quarta-feira, 14 de abril de 2021

DIVULGAÇÃO...

 GINGADO PROSAICO


Autor Mauro Modesto




terça-feira, 13 de abril de 2021

O NOVO NORMAL...

 O NOVO NORMAL...

No mundo da COVID... o vírus está no ar e em todos os continentes e a todos atinge independente de classe social, grupos éticos ou religiosos, ricos, pobres, empregados, desempregados,   empresários, moradores de rua, comunidades ou palácios e até de orientação sexual. Convivemos em uma atmosfera sombria...


Convivemos com o álcool gel e máscara 


e pelo andar da carruagem serão incorporados ao cotidiano.

Não deixe de se vacinar.


A pergunta que não quer calar:
- Mutatis Mutandis, será que o mundo voltará ao normal? Sem apostar no quanto pior melhor ou ser pessimista - Acredito que não. Mas será mesmo?

A vida nos mostrou que do jeito que a humidade estava não dava para continuar... materialista, imediatista, egoísta, muito tecnológica e pouquíssima humanista.
Mas, será que a pandemia trará alguma transformação da humanidade? 

Obrigatoriamente, teremos que mudar hábitos e estilos de vida.
Estamos diante de escolhas que podem funcionar como aceleradoras na mudança de paradigmas. Não haverá crescimento se não pautarmos nossas atitudes no respeito ao próximo e deixarmos de "tudo politizarmos" ou querer "em tudo levar vantagem".

Definitivamente, a COVID está a deixar sequelas e a lição de que a natureza clama por deixar de ser agredida. Mas, o ser humano lobo do próprio ser humano - parece fazer vistas grossas.

Embora as linhas acima nada expliquem, em tese se justificam - nela encontramos um ponto em comum. Qual? A responsabilidade de todos é combater a proliferação da COVID - observando o distanciamento e evitando aglomerações.

Como se prevenir?

A vida e a saúde de cada um depende da conscientização de ações coletivas e repito: "sem politização" ou "nós e eles" - bem sabemos que no embate entre o mar e o rochedo quem leva a "bordoada" é o marisco que para sobreviver, ali está preso às pedras - saindo da linguagem figurada e levando para a realidade - as pessoas que mais sofrem e ficam expostas - são as da base da pirâmide social. Infelizmente, em "terra brasilis" durante décadas, relegamos a segundo plano o trato com as questões sociais referentes a saúde e a educação que caminham em passos largos rumo ao fundo do poço.

Faço votos que a união dos seres humanos não seja temporária ou movida pelo lucro das vacinas e permaneça após a pandemia. Temos e teremos muitas outras guerras a vencer, visíveis e invisíveis, conscientes ou inconscientes: degradação ambiental, trabalho escravo, fome, câncer, depressão, dengue, escassez de água, concentração de renda,  vulnerabilidades sociais - causadoras de suicídio, agressões às mulheres e crianças, abuso e exploração sexual, tráfico de drogas e armas e outras questões sociais que compõem as variáveis da complexa equação civilizatória e que não é privativa do Século em que vivemos e agravadas pela transformação da liberdade em atos de libertinagem e onde os meios justificam os fins.

Por último e derradeiro, a COVID-19 nos (re)lembra que somos todos seres humanos vulneráveis e que apesar de sermos o lobo do próprio ser humano - somos frágeis e dependentes uns dos outros. A questão é: - Será que assim nos sentimos ou outros sentimentos se sobrepõem? 

Não podemos abraçar ou tocar uns nos outros, então devemos nos mantermos unidos e não medirmos esforços para a "prevenção". Atitude que não está a incentivar muitas pessoas.

 


Chegou a hora de nos adaptarmos ao "novo normal".
Uma realidade que veio para ficar ou será que a pandemia não mudará a humanidade?

sexta-feira, 9 de abril de 2021

O TEMPO VAI LONGE...

O tempo vai longe...

O NOIVADO segundo a Wikipédia é o período de tempo transcorrido entre a promessa de casamento feita entre duas pessoa e a celebração do casamento. O noivado é uma relação que supõe um maior comprometimento que o namoro, pois estabelece a  promessa de futuro casamento.

Nos tempos modernos, a promessa formal de matrimônio é cada vez menos frequente, bem como as festas de noivado. A aliança de noivado é usada na mão direita.




O tempo vai longe... Noivado Daise e Elvandro.







quarta-feira, 7 de abril de 2021

FIRMES...

 


No meio de todas as agitações que acontecem

dentro de nós e ao nosso redor, 

permaneçamos firmes na Fé.

https://www.letras.mus.br/marcus-salles/a-mao-de-deus/

terça-feira, 23 de março de 2021

NOVO MODERNO...

 

 
Dizem que o gênero  humano é um ser gregário. Tenho dúvidas sobre tal afirmação. 

Em tempos do "novo moderno"
a ausência e a distância correspondem a realidade em que vivemos.
 
Um mundo moderno
mais tecnológico,
 imensamente materialista, individualista
e pouquíssimo humanista.

Tacape... flecha... vácuo quântico...
Ser humano que por vezes nega a consciência
de Deus (genérico ou exclusivo) que é a base de toda realidade.

Alguns são como uma bomba atômica
de ações, sentimentos e ressentimentos que
esquece ou ignora a Lei de Causa e Efeito.

domingo, 21 de março de 2021

quarta-feira, 17 de março de 2021

segunda-feira, 15 de março de 2021

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

JOIAS DA BASE DO FLAMENGO (DIVULGANDO...)

 JOÃO PIERRE

JOIA DA NATAÇÃO



segunda-feira, 23 de novembro de 2020

ALDRAVIAS...

Sempre que me deparo com o carinhoso "vocativo" de POETA. Respondo que eu ouso escrever. 
Pois bem, nesta linha de raciocínio e sem desmerecer o talento do Irmão e Amigo George Medeiros. Eis as primeiras "aldravias" de sua autoria.



ar
lanço
mar
balanço
alcanço
manso

súplicas
lúdicas
quero
espero
imploro
choro

tesouro
ouro
louro
prata
mata
nata

Parabéns!!!
Que venham outras...

domingo, 22 de novembro de 2020

sábado, 21 de novembro de 2020

DOUTOR HONORIS CAUSA

 COMENDA DE DOUTOR HONORIS CAUSA

outorgada em em 13 de novembro de 2020

pela

ACADÉMIE ET UNIVERSITÉ PHILO

ROMANE DES SAINTS CONSTANTIN ET CHALES

Patrimônio Dinástico da DOMUS AUGUSTA

incorporada à renomada 

SOCIEDADE SYRIO-BYZANTINA DE EDUCAÇÃO E CULTURA

fundada em 20 de dezembro de 1966.






     



terça-feira, 3 de novembro de 2020

DIVULGAÇÃO...

R. Luís Alves, 13 - Centro, Nova Iguaçu - RJ 
 Contato (21) 98616-9595

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

MULHER QUE CHORA (Nilzanira Reyes)

 

    Por Nilzanira Reyes
          Maio/2016

MULHER QUE CHORA

uma mulher chora. talvez seja uma mãe

talvez tenha perdido um filho, o amante

nesses tempos de guerra fome e fuga


talvez seja uma gravura esquecida

naquela parede, na casa, emoldurada

retratando a dor em óleo sobre tela    ‘

 

cabeça entre as mãos ela soluça

sentada na calçada ela soluça

e sem sorrir assisto ao ato, a cena fotográfica

 

não me ocorre nada, senão registrar

na retina digital o desenrolar do choro

desbotado borrão de lágrimas

 

envergonha-me esse olhar transverso

em que busco um melhor ângulo e aguardo

até que a imagem desembace e num clique

eu capture a dor para sempre.

 

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

QUE DIA CHATO É ESSE? (Divulgando...)

QUE DIA CHATO É ESSE?

Não existe dia chato 
Não existe dia feio 
Não existe dia triste 
O que existe é anseio 
Anseio de ser feliz 
Em Sucupira ou Paris
Ser feliz por qualquer meio 

Todos os dias são belos
E todos são memoráveis 
Somos nós que os enfeiamos 
Tornando-os desagradáveis 
Renove sua energia 
Realimente a alegria 
Seus dias serão afáveis 

No próximo amanhecer 
Diga bom dia ao dia 
Abra todas as janelas 
Respire fundo e sorria 
Agradecendo ao senhor 
Por te encher de amor 
E enfeitar o seu dia.


 Autor











Ezequias Alves

terça-feira, 20 de outubro de 2020

PROGRAMA TAÍ PARA TODOS 17 09 2020

Divulgando... Parabéns aos idealizadores!!!

domingo, 18 de outubro de 2020

AMIGOS...

Eu não faço amigos, reconheço-os.

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

PODOPEDIATRIA (DIVULGAÇÃO...)

DIVULGANDO... Agendar horário pelo telefone 21 99714-4546

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

DIVULGANDO... (TEMPOS (QUASE) PÓS-MODERNOS)

Tempos (quase) Pós-Modernos 

Por: ALESSANDRA LELES ROCHA
A pergunta a se fazer na atual conjuntura é: estamos no século XVI ou no século XXI? Afinal, parece haver uma resistência tão arraigada movendo as correntes de ideias, ações e comportamentos em direção ao passado compreendido entre esses pouco mais de 500 anos, que o mundo ficou de cabeça para baixo e o cotidiano totalmente sem sentido. Práticas colonialistas e neocolonialistas, então, se proliferam a torto e a direito, desalinhando-se por completo da realidade contemporânea (Pós-Moderna) não importando os prejuízos de todas as ordens que se pode alcançar com esse modus operandi.

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

INEXPLICÁVEL...

 
 
 
Autor:
Alexander Comnène D'Orléans e D'Alençon
publicado no Recanto das Letras
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

DIVULGAÇÃO...



 
Esta poesia foi compilada por Ezequias Alves
apresentada em "live" realizada no dia 27/08/2020.
Assim, o poeta Ezequias prestou  homenagem aos  43 anos
de Fundação da Loja Maçônica Luz Oriente nº1979 .


 A LUZ QUE VEM DO ORIENTE
 
É lindo o nascer do sol
Esplêndido e reluzente,
Espargindo luz no mundo
E no coração da gente
É o nosso astro-rei
A abençoar nossa gente
É a luz que vem do oriente
 Pelos mares, pelos campos
 
Impera solenemente
A tudo ele dá a vida,
Faz germinar a semente
Ele é dádiva divina
Que aquece e ilumina
Com a luz que vem do Oriente
Com seu viço salutar
Do nascente ao poente
Recolhe-se ao fim do dia
Pra lua surgir contente
O seu brilho tem o ardor
Que gera a força e o calor
Da luz que vem do Oriente
 A natureza em silêncio
Agradece reverente
Por essa fonte fecunda,
Pelo seu fulgor candente
E a beleza do arrebol
Faz justo preito ao sol.
E à luz que vem do oriente.



  Poeta Ezequias Alves pela poesia 
A LUZ QUE VEM DO ORIENTE que bem demonstra a criatividade e o talento
que lhe são peculiares.
 

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

GUERRA (Elsa Lorences de Lianeza - Argentioan)

     Le Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix - Philapaix      
  
de notre ambassadrice Elsa Lorences de Llaneza Argentina
 
 
40 anos depois: Dez coisas que você talvez não saiba sobre a ...
 
 


GUERRA
Novamente guerra, ódio e morte.
A angústia das crianças e de suas mães.
Corra para se esconder antes que um míssil atinja,
sua casa, escola ou outro lugar.
Nada pode ser recomposto.
A aliança está quebrada.
Apenas o ódio e a morte da aliança permanecem.
Um rancor atávico que nunca acaba,
porque as posições não querem parar
e apenas uma coisa é o que interessa:
Pise no mundo e vença.
Crianças não importam, idosos não importam.
Amor não existe.
A paz não é conhecida, porque não é desejada,
nem para eles nem para os outros.
Só existe ódio, horror,
indiferença e negligência,
para o pobre humano que,
sem culpa ou cobrança
a subestimação sofre com resignação.
Espero que um dia
eles podem perceber,
que o bem mais precioso da humanidade
o mais bonito, o mais bonito e o mais divino
ele tem apenas um nome e seu nome é PAZ.

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

PARTICIPAMOS DA PRAGMATHA...

"Caminhante não há caminho, o caminho de faz ao caminhar."
Antonio Machado - poeta espanhol
 
Caminhando... caminhando... nos anos de 2010 e 2014
participamos dos cadernos literários editados pela