Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

PATRONO


Agora sou atemporal. Explicando:

- Estar Acadêmico de um sodalício é ser imortal.

- Ter o nome em uma Cadeira de uma Acadêmica considero atemporal.

Ao receber o Ato Declaratório de Patrono da Cadeira 36 da Academia de Letras e Artes de Plácido de Castro, localizada no Estado do Acre, das mãos de Eliane Mariath - Presidente da ALAP. Fiz seguinte declaração: "... desconfio do trivial e da aparência singela. Não aceito o que é de hábito natural e entendo ser dispensável relatar que aqui, ali ou acolá colho algumas contrariedades. Não cultuo a ingratidão. Em agradecimento renovo o meu gesto de reverência a Deus e a Fada Madrinha da Cultural em agradecimento por tudo o que foi permitido a mim produzir.


Muitas lutas, surpresas e realizações... mas sinceramente a emoção que hoje invade corpo e alma transcendem a qualquer expectativa acadêmica. Como estou vivo, acordado e energizado ter o nome indicado e aceito Patrono de uma Academia é algo indescritível. Haja adrenalina! Estar acadêmico é ser imortal... Ser Patrono de Cadeira de uma Academia é ser atemporal.
Num futuro que considero incerto, sem jactância, ao exalar o último suspiro, espero estar apto para dizer: - Cumpri o meu dever. Cumpri a minha missão. Até lá envidarei esforços no sentido de não decepcionar e corresponder às expectativas e confiança depositada.


Finalizo desejando que a Paz, a Harmonia e a Concórdia sejam os principais componentes empregados na formatação de nossos relacionamentos interpessoais.


Muito Obrigado!"

Nenhum comentário: