Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

domingo, 24 de janeiro de 2016

DIA NACIONAL DO APOSENTADO...


 
DIA NACIONAL DO APOSENTADO E DIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL.





Hoje, dia 24, é o Dia Nacional do Aposentado. A data foi instituída pela Lei 6.926, de 30 de junho de 1981, pelo então deputado Benedito Marcílio. Neste mesmo dia é comemorado o Dia da Previdência Social, que teve seu marco inicial em 24 de janeiro de 1923, quando houve a assinatura da lei Eloy Chaves. A lei criou a caixa de aposentadorias e pensões para os empregados de todas as empresas privadas de estrada de ferro do País, base do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) e atualmente o conhecido Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Até 1923, apenas os funcionários do governo federal tinham direito à aposentadoria. Antes desta assinatura, houve fatos importantes, mas muito pontuais, como o primeiro ato que concedeu o direito a aposentadoria, mas somente aos empregados do Correio, no dia 23 de março de 1888.
 
A Previdência Social é o seguro social para a pessoa que contribui. É uma instituição pública que tem como objetivo reconhecer e conceder direitos aos seus segurados. A renda transferida pela Previdência Social é utilizada para substituir a renda do trabalhador contribuinte, quando ele perde a capacidade de trabalho, seja pela doença, invalidez, idade avançada, morte e desemprego involuntário, ou mesmo a maternidade e a reclusão.
 
 A classe não tem muito que comemorar, pessoas que trabalharam a vida toda muitas vezes não são valorizadas pela sociedade, e muitas vezes não recebem o respeito devido, mas se formos justos, iremos lembrá-los diariamente, respeitando-os, ajudando-os e procurando faze-los mais felizes.
 

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

CURIOSIDADES...

Informação recebida por mensagem enviada por Tomas Souto de Araújo

Curiosidades:
 
(19 de Janeiro) é o 19.º dia do ano no calendário gregoriano. Faltam 346 dias para acabar o ano (347 em anos bissextos).

10 curiosidades sobre Elis Regina

1. A filha de dona Ercy e seu Romeu nasceu em Porto Alegre, no dia 17 de março de 1945, às 14h10, um domingo. Por uma exigência legal a menina não pôde ser registrada apenas como Elis. Na época, as crianças com nomes que serviam tanto para meninos quanto para meninas deveriam ter um segundo nome que identificasse seu sexo. Ficou Elis Regina Carvalho Costa.

2. Elis nasceu estrábica, e usou óculos desde os 4 anos. Tinha 7 anos quando a mãe a levou para cantar no Clube do Guri, um programa infantil transmitido pela Rádio Farroupilha, no Rio Grande do Sul. A menina, que costumava cantar "Adiós, pampa mia" nas reuniões de família, entrou muda e saiu calada da emissora de rádio. Anos mais tarde, ela voltou e cantou no Clube do guri. Era o presente de aniversário que queria dar à sua avó. Elis ficou tão nervosa que seu nariz sangrou. O vestido branco que a mãe havia feito especialmente para a apresentação ficou todo manchado.

3. A primeira gravação de Elis foi feita ainda em Porto Alegre. Dela surgiu a oportunidade de fazer um disco. Elis foi convidada pela gravadora Continental, que precisava de uma cantora que fizesse frente a Celly Campelo, que era da Odeon. Ela tinha apenas 16 anos, e este primeiro trabalho não a agradou.

4. A cantora resolveu viajar para ao Rio de Janeiro em 1964, deixando a família em Porto Alegre. Em um ano, o salário de Elis Regina saltou de 80 mil para 6 milhões de cruzeiros. A carreira começou na TV Rio. Depois, Elis foi para a TV Record, contratada para ganhar, inicialmente, 600 mil cruzeiros, já como promessa de sucesso.

5. Elis foi casada duas vezes e teve três filhos. Ela morreu de overdose no dia 19 de janeiro de 1982, por ter misturado álcool com cocaína. Elis foi encontrada por Samuel MacDowell, seu namorado. Seu corpo foi velado no Teatro Bandeirantes, em São Paulo. Ela vestia uma camiseta do Brasil, com seu nome no lugar da frase "Ordem e Progresso". Elis havia sido proibida de usar a roupa dois anos antes, no show Saudades do Brasil. Milhares de pessoas acompanharam o cortejo até o cemitério do Morumbi, onde a cantora foi enterrada no túmulo 2199, quadra 7, setor 5.

6. Por causa da gargalhada escancarada e da grande vibração, o poeta Vinícius de Morais apelidou Elis de "Pimentinha". Outro apelido da cantora era "Baixinha", por causa do seu 1 metro e 54 centímetros de altura. Elis também era chamada de "Hélice Regina" por causa de sua forma de dançar girando os braços, influência do bailarino Lennie Dale.

7. O cantor e compositor Milton Nascimento disse que, durante muito tempo, fez músicas pensando em Elis Regina. Milton sonhava com Elis todas as noites depois que ela morreu. Segundo ele, nos sonhos, ela não cantava. A primeira música de Milton que Elis interpretou foi "Canção do Sal", quando ele ainda era um estreante.

8. Elis se recusou a levar o show "Transversal do tempo" para Buenos Aires, em 1978. A decisão era uma represália à censura argentina, que havia proibido a venda do disco "Falso Brilhante", que trazia a música "Gracias a la vida", de Violeta Parra.

9. Uma passagem famosa na carreira de Elis foi sua apresentação no Festival de Jazz de Montreux, na Suíça, em 1979. A cantora e os músicos entraram muito nervosos no palco porque a plateia estava cheia de celebridades. Quem acompanhava a cantora ao piano era Hermeto Pascoal. Elis chorou, suou muito, ficou mexendo o olho por causa do rímel que escorria. De volta ao Brasil, chamou André Midani, da gravadora Warner, para avaliar a gravação do show: pausas no meio da música e voz trêmula. Ela decidiu que aquele show jamais deveria virar um disco. Fez André jurar que não lançaria aquela gravação nem quando ela morresse. Dois anos depois da morte de Elis, Midani ouviu as fitas e resolveu contrariar o juramento pela memória da cantora. Selecionou cinco faixas do show e juntou mais três músicas com Hermeto para lançar o LP "Elis em Montreux". A apresentação no festival guardava pérolas, como a música "Samba dobrado", uma das primeiras do compositor Djavan, que seria lançada pela cantora. Outra surpresa foi a canção "Rebento", que Gilberto Gil escreveu especialmente para Elis Regina.

10. Muitas cantoras ao redor do mundo dizem ter se influenciado pelo trabalho de Elis Regina. Uma delas é a islandesa Björk
  
"É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que com a ponta da espada!"

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

PARA MEDITAR...

Para meditar...

Às vezes, talvez para justificarmos os nossos próprios erros, achamos que algumas pessoas têm mais sorte do que outras.
 
Esquecemos que somos reflexo de nossa própria infância, da educação recebida de nossos pais, na escola, dos hábitos e costumes que nos cercam. Somos produtos de um meio...
 
Respeitemos o próximo!
 
Entendamos que todos somos tripulantes temporários do barco "Vida".
 
 

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

FILATELIA...

Curiosidades filatélicas
 
Os primeiros selos a serem emitidos não eram denteados. a tesoura encarregava-se desse serviço com as imperfeições do corte que a urgência de cada um impunha.
Cabe a Henry Archer o primeiro, com a sua máquina de picotar, a fazer experiências por volta do ano de 1847 no conhecido selo de "Penny Black" e a fazer circular os primeiros selos picotados. São verdadeiras raridades e uma grande inovação para a época.
O tamanho dos selos é variável. dos maiores selos do mundo podemos destacar uma edição chinesa que circulou entre 1914/1916. A edição destinava-se a duas funções simultaneamente, a de franquia postal e como etiqueta para encomendas expressas. Media sete centímetros de largura e onze centímetros de altura.
Dentro dos selos enormes é pioneiro os Estados unidos da América Norte, com a edição de quatro selos em 1865. Estes exemplares mediam cinco centímetros de largura e dez centímetros de altura e destinavam-se aos editores para enviarem os jornais pelo correio.
Dos selos mais pequenos será o selo de um centímetro de lado emitido em 1863 pelo estado colombiano.
No formato dos selos também encontramos muitas curiosidades. o primeiro selo triangular foi emitido em 1853 pela colónia inglesa do cabo da Boa Esperança.
Os selos hexagonais podemos encontrá-los pela primeira vez numa emissão da Bélgica em 1866.
À Serra Leoa é atribuído a emissão do primeiro selo circular no ano de 1966. Há noticia, no entanto de que em 1858 na Moldávia circularam alguns selos circulares recortados à mão por algumas agências deste principado romeno.
 

domingo, 3 de janeiro de 2016

125 ANOS SEM ALBERT PIKE

 o que fizemos pelos outros e pelo mundo permanece e é imortal.”  Albert Pike (*)
*(December 29th, 1809 – April 2sd, 1891) was an attorney, soldier, writer, Freemason and is one of the only Confederate military officers or figures honored with a statue in Washington, D.C.
 
Albert Pike Statue in Washington D.C.
 

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

ANO NOVO

http://lista10.org/diversos/10-curiosidades-sobre-o-ano-novo/


1º. O Ano Novo passou a ser comemorado no dia 1° de janeiro à partir de 1582, quando as nações cristãs adotaram o calendário criado pelo papa Gregório VIII. Antes disso, festejava-se o recomeço do ciclo anual no período que equivale ao atual 23 de março (a comemoração durava 11 dias). Havia uma lógica para a escolha dessa data, feita pelos babilônios 2 mil anos antes da era cristã: o final de março coincide com o início da primavera no hemisfério norte (onde ficava a Babilônia), época em que novas safras são plantadas. Daí a ideia de recomeço. Foram os romanos que determinaram, aleatoriamente, que o Ano Novo deveria ser comemorado no dia 1° de janeiro.

2º. O dia 1º de janeiro foi reconhecido como Dia do Ano Novo com a introdução do calendário gregoriano na França, Itália, Portugal e Espanha em 1582. calendário gregoriano é quase universal. Mesmo em alguns países não cristãos, ele foi adaptado às próprias tradições ou adotado apenas para uso civil, mantendo-se outro calendário para fins religiosos.

3º. As promessas feitas na passagem de ano, tão comuns e tão descumpridas, não são uma tradição recente. Os babilônios já as faziam há 4 mil anos. Mas em vez de resolverem levar uma dieta a sério ou parar de fumar, eles juravam de pés juntos que, tão logo acabassem as festas, devolveriam equipamentos de agricultura que haviam sido emprestados por amigos.

4º. A tradição de usar um bebê como símbolo do Ano Novo foi adotada pelos gregos por volta do ano 600 a.C. Eles desfilavam com um bebê dentro de um cesto para homenagear Dionísius, o deus do vinho. O ritual era a representação do espírito da fertilidade, pelo renascimento anual de Dionísius.

5º. Pular sete ondinhas e fazer sete pedidos assim que soa a meia-noite do Ano Novo é um costume brasileiro tão arraigado quanto vestir branco. A origem desses rituais está nas religiões africanas trazidas pelos escravos. O branco representa luz, pureza e bondade.

6º. Foi na França, em 1885, que usou-se pela primeira vez a expressão “fim de século”.

7º. A festa de Bom Jesus dos Navegantes é realizada em Salvador, no primeiro dia do ano. A imagem de Cristo, em embarcação ornamentada e acompanhada por centenas de outras, cruza a baía de Todos os Santos.

8º. A música mais famosa do réveillon brasileiro, Adeus, Ano Velho!, foi feita em 1951 por Chico Alves, com letra de David Nasser.

9º. Todos os anos a comunidade nipônica de São Paulo (SP) realiza no dia 31 de dezembro a Motitsuki. Consiste em uma farta distribuição do moti, bolinho de arroz japonês. Faz parte da tradição comer o petisco no primeiro dia do ano para trazer sorte.

10º. O último lugar do mundo a festejar o início de um ano novo é a Ilha de Samoa, no Pacífico

PRIMEIRA ANTOLOGIA DA AMACLERJ

 
  A PRIMEIRA ANTOLOGIA
da  Academia Maçônica de Artes, Ciências e Letras do Estado do Rio de Janeiro (AMACLERJ)
está disponível em
 
http://issuu.com/amaclerj/docs/primeira_antologia_-academia_ma____