Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

domingo, 31 de maio de 2009

COISA DE LOUCO

Coisa de louco! O fim do mundo! Ou realmente perdemos as noções de alguns valores tidos como éticos e morais?

Escrevi sobre BROMANCE, ÜBERSEXUAL, METROSSEXUAL. Recentemente, ao assistir um programa de TV no Canal Bandeirantes fui surpreendido com um novo termo, porém, antigo: CROSSDRESSER. NO dia 19 de maio, o Portal disponibilizou matéria que aborda A NUDEZ NA MEIA-IDADE. Nada tenho contra.


De há muito essa coisa de vender virgindade virou moda. Virou moda! Elvandro, dá um tempo! Não se trata de invencionice.

O primeiro caso, segundo encontrei no “Google” foi em 2006, a jovem norte-americana que usa o pseudônimo de Natalie Dylan, 22 anos, decidiu leiloar publicamente sua virgindade para pagar seus estudos. Ela chegou a dizer que já tinha recebido uma oferta de US$ 3,7 milhões. Quando decidiu leiloar a virgindade, a estudante disse que esperava que as ofertas chegassem a US$ 1 milhão. Natalie Dylan disse que foi persuadida a colocar a virgindade à venda depois que sua irmã Avia, de 23 anos, pagou seus estudos ao trabalhar como prostituta por três semanas. A venda da “pureza” de Natalie através de um leilão tinha como finalidade para pagar seus estudos. A iniciativa gerou um caloroso debate na rede sobre sexo e moralidade.

A seguir caiu na rede o caso da italiana Raffaele Fico, 20, ex-participante do Big Brother Itália para vender sua virgindade por 1 milhão de euros. Ela quer o dinheiro para comprar um apartamento. Entrevistada pela revista Chi, Raffaele disse estar curiosa para saber quem vai pagar, mas garante que pode abrir mão do dinheiro se não gostar do vencedor do leilão. Embora já tenha sido fotografada para revistas em poses sensuais, a moça é descrita pelo próprio irmão como uma “católica devota” que “nunca teve um namorado”. Praticamente uma “madonna imaculada”…

Coisa de louco!

Consultando http://colonline.blogueisso.com/2008/09/05/virgindade-a-venda/ deparei-me com o seguinte texto: “... a funkeira Caroline Miranda recebeu proposta de R$ 500 mil para perder a suposta virgindade em um filme da produtora Sexxxy World. Como se diz “pura”, a produtora exigiu que ela fizesse um teste comprovando a virgindade”.

O fim do mundo!

Pasmado!!!!! Então fique sabendo que ontem, dia 21 de maio de 2009, no horário das 16 horas, uma vez mais no Canal Bandeirantes, dasafiando a minha capacidade de aceitação da “modernidade” assisti o caso de uma brasileira cuja história desafia a minha capacidade de valoração de alguns valores.

Mas vamos ao preço. A quarentona pediu R$12.000,00 (doze mil reais). Pouco? Muito? Realmente a história desafiou a minha capacidade de valoração. A pergunta que deve fustigar um ou outro leitor é: - Qual a idade dela? Calma! Ela tem 48 anos.

A minha ficha ainda não caiu. E a do leitor? Será válido pensar: - O que não se faz para aparecer.

Antes de uma tomada de posição sobre o assunto. Em simples busca na internet encontrei o caso da adolescente romena Alina Percea, de 18 anos, natural de Caracal (Romênia), leiloando na internet sua virgindade por 50 mil libras (cerca de R$ 163 mil) para pagar seus estudos, segundo o tablóide inglês "The Sun". Por enquanto, segundo o site alemão em que está sendo realizado o leilão, a maior oferta é de 5.003 euros (cerca de R$ 22 mil). "Eu quero conhecer um homem gentil, respeitoso e generoso", disse Alina, destacando que tem um certificado de seu ginecologista que comprova que ela é "virgem".
Segundo a reportagem do jornal, a romena também disse que vai renunciar ao uso de preservativos. Ela contou que vai entregar ao vencedor do leilão um atestado médico que mostra que ela não tem nenhuma doença sexualmente transmissível. "Quero que a primeira vez seja especial, pois não gostaria que fosse uma rapidinha", afirmou ela. "O homem que provar ser o mais generoso poderá ficar comigo por uma semana inteira, mas ele terá que pagar por tudo", acrescentou.

Encontrei mais...

Em 2007, a britânica Carys Copestake, de 18 anos, vendeu sua primeira vez por 10 mil libras.
Quatro anos antes, outra britânica, a estudante Rosie Reid, de 18 anos, leiloou sua virgindade pela Internet por 8.400 libras para pagar os estudos.

E por aqui vou ficando.

Ou realmente perdemos as noções de alguns valores tidos como éticos e morais?

No texto apresentado, apenas, algumas citações que se restringiu a atender ao título proposto com algumas repetições e indagações. Tudo uma forma galante de externar espanto com uma coisa que, no fundo, nada mais é do que a vida real do mundo moderno em que vivemos.
Se fossem no Brasil esses casos, quem levaria a culpa? O governo por não "dar oportunidade das jovens terem emprego e se sustentarem honestamente", não é? Mas a maioria dos casos citados aconteceu em países super civilizados e aí????

Com a palavra o leitor.

APRENDA...


Aprenda sobre computador, jardinagem, etc etc qualquer coisa.
Não deixe o cérebro desocupado.
Uma mente sem uso é a oficina do diabo.
E o nome do diabo é:
MAL DE ALZHEIMER.

sábado, 23 de maio de 2009

OUTRA REALIDADE

OUTRA REALIDADE: - CROSSDRESSER

Depois de escrever sobre BROMANCE, ÜBERSEXUAL e METROSSEXUAL. Hoje ao assistir um programa de TV no Canal Bandeirantes sou surpreendido com um novo termo, porém, antigo: CROSSDRESSER.

Não contive a curiosidade e lá fui para a internet... Logo de primeira tomei conhecimento da existência do BCC – Brazilian Crossdresser Club – Fundado em 1997 - http://www.bccclub.com.br/ - (este é o site do primeiro clube voltado para crossdressers e transgêneros do Brasil e mais, deparei com o aviso: - Este NÃO é um site de conteúdo erótico.

Não contive a curiosidade e cliquei em ENTRADA.
Nesta altura do campeonato vou satisfazer a sua curiosidade. Duvido que ela não exista. E relevarei parte do conteúdo do que lá encontrei:

============================

“EXISTIMOS PELO PRAZER DE SER MULHER
A finalidade deste site é apresentar o BCC cujo objetivo é a integração social entre pessoas que tem a fantasia de usar roupas do sexo oposto (crossdressing).

Se você se enquadra nessa condição venha fazer parte de nosso clube que foi criado em 1997 por crossdressers e para crossdressers e transgeneristas em geral bem como seus amigos e simpatizantes.

Todos são bem-vindos entre nós. Informamos que o BCC e este site não tem caráter sexual ou de encontros. Em virtude dos temas tratados desaconselhamos o acesso a menores de idade apesar destes poderem aqui encontrar respostas a muitas de suas dúvidas. Neste caso recomendamos o acompanhamento de um maior responsável nas consultas ao nosso conteúdo.”
=================================

O que é crossdresser? O termo foi importado para o Brasil em 1997 e numa tradução literal significa: “vestir-se ao contrário”.
Tendo em vista diversas teorias e estudos sobre o assunto não é tão fácil e simples explicar o tema.
Consultando a Wikipédia, encontrei a seguinte explicação:
“Os crossdressers são pessoas que vestem roupa ou usam objectos associados ao sexo oposto, por qualquer uma de muitas razões, desde vivenciar uma faceta feminina (para os homens), masculina (para as mulheres), motivos profissionais, para obter gratificação sexual, dentre outras. O crossdressing (ou travestismo, no Português Europeu, e frequentemente abreviado para "CD"), não está relacionado com a orientação sexual, e um crossdresser pode ser heterossexual, homossexual, bissexual ou assexual. O crossdressing também não está relacionado com a transsexualidade. Os crossdressers tipicamente não modificam o seu corpo, através da terapia hormonal ou cirurgias, mas tal acontece em alguns casos, como o de Stu Rasmussen, político americano e presidente da câmara municipal da cidade de Oregon. Os transformistas fazem parte da população crossdresser, mas a sua motivação está relacionada apenas com motivos profissionais, como espectáculos de transformismo. A expressão "drag-queen" (de DRAG, "DRessed As a Girl"), em inglês, é equivalente a transformista, mas quando utilizada no português, por vezes refere-se aos crossdressers com um visual mais exageradamente feminino.
Pelo que entendi o crossdresser, são pessoas que vestem roupas ou usam objetos associados ao sexo oposto. Não vou me estender. Acredito que as minhas palavras sejam suficientes para provocar a sua curisidade. Não? Deixa de ser hipócrita ou preconceituoso. Quer queiramos ou não as coisas estão acontecendo e não conseguiremos mudar o ritmo. Mas, quem se arriscará a atirar a primeira pedra? Que o faça aquele não for crossdresser ou aquele que não tiver nenhum caso “em família”. Pelo que tomei conhecimento, uma coisa ficou bem nítida: - Não dá para camuflar.
E renovo o alerta:
- Espantado? Reveja os seus conceitos. Xô preconceito!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

LOUCOS OU ESTÚPIDOS?

Vivemos em uma sociedade em que algumas crianças são tratadas como animais e alguns animais são tratados como crianças.

Somos loucos ou estúpidos?

quarta-feira, 20 de maio de 2009

SEM COMENTÁRIOS - ACORDA!

Preservando o remetente compartilho a mensagem recebida.

----- Original Message -----
From: xxxxxxx
To: undisclosed-recipients:
Sent: Wednesday, May 20, 2009 9:26 AM
Subject: FW: BRASILEIRO RECLAMA, RECLAMA....

É, tá difícil saber de onde virá a solução. Precisamos de um choque de ordem já.
Tudo deve começar na educação porque para os mais velhos, só as multas resolvem.
Vejam só:

Brasileiro reclama de que afinal???
Infelizmente este e-mail é perfeito... infelizmente ele é bem realista... infelizmente é exatamente como está ai... infelizmente. ... é... uma bofetada com luva de pelica pra muita gente...
O BRASILEIRO É ASSIM :

- Saqueiam cargas de veículos acidentados nas estradas.
- Estacionam nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.
- Subornam ou tentam subornar quando são pegos cometendo infração.
- Trocam votos por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.
- Falam no celular enquanto dirigem.
- Trafegam pela direita nos acostamentos num congestionamento.
- Param em filas duplas, triplas em frente as escolas
- Violam a lei do silêncio.
- Dirigem após consumirem bebida alcoólica.
- Furam filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.
- Espalham mesas, churrasqueira nas calçadas.
- Pegam atestados médicos sem estar doentes, só para faltar ao trabalho.
- Fazem gato de luz, de água e de tv a cabo.
- Registram imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.
- Compram recibos para abater na declaração do imposto de renda para pagar menos imposto.
- Mudam a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.
- Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de 20.
- Comercializam objetos doados nessas campanhas de catástrofes.
- Estacionam em vagas exclusivas para deficientes.
- Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.
- Compram produtos piratas com a plena consciência de que são piratas.
- Substitui o catalizador do carro por um que só tem a casca...
- Diminuem a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem.
- Emplacam o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.
- Frequentam os caça-niqueis e fazem uma fezinha no jogo de bicho.
- Levam das empresas onde trabalham, pequenos objetos como clips, envelopes, canetas, lápis... como se isso não fosse roubo.
- Comercializam os vales transportes e vale refeição que recebem das empresas onde trabalham. - Falsificam tudo, tudo mesmo... só não falsificam aquilo que ainda não foi inventado...
- Quando voltam do exterior, nunca falam a verdade quando o policial pergunta o que trazem na bagagem...
- Quando encontram algum objeto perdido, na maioria não devolve.
E querem que os políticos sejam honestos... se escandalizam com a farra das passagens aéreas...
Estes políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo... ou não?

sábado, 16 de maio de 2009

quarta-feira, 13 de maio de 2009

FRASE - CONSTATAÇÃO

FRASE:
Os desafios não são difíceis por que tentamos.
É por não tentarmos que são difíceis!
Sêneca

CONSTATAÇÃO:
O que sabemos é uma gota!
O que desconhecemos é um oceano!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

CAMINHAR

CAMINHAR


Sinto um cansaço.
Me faço fortaleza.
Para dar o próximo passo...
de tudo faço.
No caminhar esqueço os desenganos
Escorrego em falhas
Tropeço em pedras e pedaços de sonhos
Levanto-me!
Escorado no toco da esperança...
Prossigo o meu caminhar.

sábado, 9 de maio de 2009

VIVER NÃO DÓI OU DÓI?



Será que a dor do simples não realizado advém das coisas vividas, ou das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram?
Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria não sofrermos, apenas agradecermos por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável: - Um tempo feliz.


Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows, livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado... Por todos os beijos cancelados...

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque alguém é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando as nossas mais profundas angústias, esse alguém, nã tem interesse em nos ou vir e muito menos nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples: - Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.

Para mim o importante não é vencer... O importante é saber, em determinados momentos... Não perder a paz interior... Importante, também, é não se esconder atrás do argumento "eu sou assim mesmo" ou de ter evitar qualquer auto-acusação de erro, de equívoco ou, pior ainda, de pecado. Afinal, quando nos permitimos a possibilidade de diferentes posturas ou de diferentes condutas, estamos nos impondo alternativas de escolhas ou melhor nos damos o direito de exercitar, principalmente, o livre-arbítrio, assumindo, consequentemente, o fardo do encargo da opção.


AFINAL : -VIVER NÃO DÓI OU DÓI?

"A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional".

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 5 de maio de 2009

REALIDADES...



















*

"Todas as vezes que você culpa as pessoas por seus problemas, sejam quais forem, você confere a elas o controle de sua vida".
Que essas palavras de Bill Reilly nos levem a melhor avaliar nossas atitudes.

Primeira realidade

Embora todos nós tenhamos vindo ao mundo nu.
Em sociedade, muitas são as diferenças entre os seres humanos e as formas de avaliação. Um ser humano pode ser avaliado pela cor da pele, pelo número de línguas que fala, pelas roupas que veste, pelas jóias que usa, pela profissão que exerce. Independentemente de qualquer rotulagem, a primeira impressão é a que fica. Portanto, domine alguns comportamentos para não passar por atropelos na trilha do social. Ter boas maneiras não é privilégio de nenhum ser humano.
Errou? Recomece. Não importa onde você parou...
Em que momento da vida você cansou? O importante é que sempre é possível "recomeçar". Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e, o mais importante, acreditar em você de novo. Infelizmente, embates e cobranças existem entre os seres humanos dos diversos segmentos sociais. Não se trata de preocupação em vão... De maneira subliminar convivemos com gostos e atitudes preconceituais...

Segunda realidade

Na arte de lidar com os outros tenhamos em mente o que nos traz Gustavo e Magdalena Boog em "Relacionamentos" (Editora Brooks):

Podemos aprimorar nossos relacionamentos com colegas de trabalho, familiares ou entre um grupo de amigos adotando, em linhas gerais, quatro tipos básicos de atuação compilam algumas características:

O Rei - é a pessoa criativa, empreendedora e estusiástica.

O Mago - é o detalhista e preocupado com números e classificações.

O Amante - que como o próprio nome sugeri é alguém disposto a promover o bem estar de todos em "Relacionamentos".

Outros autores ajudarão o leitor a aprofundar os principais traços da personalidade de cada um, revelando, inclusive, seus pontos fortes e fracos. Mas isto foge ao nosso propósito e abordagem neste pequeno artigo.

As duas realidades aqui apresentadas independem de sexo, pois como sabemos, alguns homens estão assimilando um gosto estético e uma sensibilidade que antes só víamos nas mulheres.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

SEXO TÂNTRICO...

Depois de metro... ürb... bro... lendo matéria jornal EXTRA publicada na internet em


vamos ao SEXO TÂNTRICO.

Sem outros comentários, eis a matéria na íntegra:


Enviado por Gabriela Moreira - 2.5.2009 16h00m

BEM DEVAGAR
Aprenda tudo sobre o sexo tântrico, prática milenar na Índia


Esqueça a ideia que você tem de ejaculação precoce. No sexo tântrico, uma relação sexual dura no mínimo uma hora. Antes disso, o prazer não é alcançado.
Segundo o mestre em Yoga Paulo Murilo, de 66 anos, a troca de olhares entre o casal, a intimidade e o conhecimento são essenciais para chegar à “plenitude do ser”.
— O importante não é a duração, mas a qualidade do sexo. A relação dura porque o prazer é prolongado. O casal tem de se olhar, se tocar, se amar, até ter certeza da cumplicidade. Aí é que se chega ao orgasmo. O sexo tântrico não é apenas um ato, mas uma forma de o casal atingir a plenitude — explica ele, que ensina o Dakshina, uma das correntes do Tantrismo, na Academia Kailasa, em Copacabana. — O Dakshina também leva à plenitude, mas o sexo não é o único caminho. Essa corrente é diferente do Vama Tantra, que valoriza o sexo como forma de se chegar à plenitude. Na prática, o casal segue dez passos até chegar ao hiperorgasmo.

Leia a matéria completa no EXTRA, hoje nas bancas, e entenda os motivos que levam os indianos a praticar essa filosofia há milhares de anos.

sábado, 2 de maio de 2009

BROMANCE...

Imagem obtida no link:

Bromance - se o assunto existe no cinema e na televisão qual razão para não fazer parte do dia a dia.
Em 2003 no livro "Fatos e Reflexões..." abordei o tema O QUARTO SEXO – apliquei em alusão ao termo metrossexual cunhado em referência à dependência metropolitana que acomete alguns homens que incorporam algumas características. São homens que gostam de roupas caras, usam produtos de beleza, pintam as unhas, fazem depilação e limpeza de pele. Referi-me ao homem vencendo resistências e preconceitos. Algo como o libertar do caricato machismo. Terminei com o alerta:
- Espantado? Reveja os seus conceitos. Os metrossexuais são heterossexuais. Acredite! Dizem que não são gays.

Em 2008 no livro "Uma Conversa Diferente" apesar das anteriores rijas cacheiradas dos críticos trouxe o termo übersexual - a ressurreição do exemplar masculino mais cobiçado pelas mulheres- um homem sensível, mas não muito idoso na medida certa e, inequivocamente heterossexual, dotado de características masculinas mais positivas como: decisão, imparcialidade, sem a insegurança comum aos dos dias de hoje.

Pois bem, no dia 21 de abril de 2009, assisti no Cine Iguatemi EU TE AMO, CARA. O filme é uma comédia que começa com um pedido de casamento... depois nos deparamos com uma cena de desculpa... e com alguém que tem mais facilidade de relacionamento com mulheres do que com homens e que é uma justificativa para a dificuldade de escolher um padrinho para o casamento. Várias tentativas frustradas de fazer novas amizades torna possível conhecer um cara simples que vive sem preocupações e só se importa em se divertir. De cara, essa estranha amizade é um choque, mas rola uma “química” entre os dois e eles continuam saindo juntos e se falando. Eis, pois o ponto forte do filme: uma amizade que nasce e vai crescendo entre os personagens mostrada de uma forma que se pode comparar com um relacionamento amoroso. Algumas cenas/situações são fontes para boas piadas. Não há necessidade dos atores fazerem algo engraçado, o filme é engraçado por si próprio.
Tendo recebido a revista "Veja" de 29 de abril pp eis que encontro na página 130 - diretamente ligado ao filme Eu Te Amo, Cara - o termo BROMANCE definido como o amor intenso, não gay, entre homens heterossexuais que segundo o jornalista Dave Carnie descreve a peculiar amizade que surgia entre skatistas que conviviam estreitamente e cresciam junto em razão dos treinos e torneios, a palavra é uma contração de brother, ou irmão, e romance. Faz parte do vocabulário corrente inglês, e não só por ser um achado etimológico: o bromance hoje está em toda parte, e já se tornou um grande tema da cultura pop.

Para apimentar o assunto quanto ao bromance, eis a definição encontrada na internet:
From Wikipedia, the free encyclopedia
Jump to: navigation, search
For the MTV reality series, see Bromance (TV series).
A bromance or "man-crush" is a close but non-sexual relationship between two men, a form of homosocial intimacy.[1] Coined in the 1990s, the term has historically referred to a relationship between heterosexuals, but the term has gained currency in describing such relationships when one of the men is gay.

Terminando passo a palavra ao leitor com a seguinte pergunta:

- Será que o filme Eu Te Amo, Cara é a culminação de uma tendência?

Voltando aos idos de 2003 e atualizando o alerta:

- Espantado? Reveja os seus conceitos. Acredite! No bromance eles fazem tudo junto – menos sexo.