Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

sábado, 25 de abril de 2009

UM POUCO DE LOUCO... UM POUCO DE SÁBIO...

UM POUCO DE LOUCO... UM POUCO DE SÁBIO...

Em um programa de televisão foi apresentada a história de um casal. Ele, muito embora estivesse satisfeito com a mulher que conquistara, declarou que gostaria de "turbiná-la". Ela querendo que o marido aumentasse o "bumbum". Sem querer atirar a primeira pedra e não tendo cacife para tal. Mas... até parece que as mulheres não são mais para casar e ter filhos... por seu turno os homens devem ostentar um bonito delineamento de peito, braço e pernas... estas coisas, ultimamente, vêm mexendo com a cabeça de muita gente...
Pelo andar da carruagem... Com o vislumbre do orgasmo metafísico parece que o ser humano do futuro será "PARA VER..." Tomei conhecimento que o "ficar" tende a ser prova de paternidade e compromisso...
Na dança, antes "o agarradinho", hoje é tempo do "um para lá outro para cá" é tempo do funk, hip hop etc predominam frenéticas bundas, seios imensos... Do outro lado "pênis-espectadores" apavorados com tanta fartura... murchos diante tanto "sex appear". Coisa de doido! O envolvimento homem versus mulher virou algo sem alma ou algo parecido com uma turbina de amor com direito a hiperatômico tesão.

Paro e penso:
- Que parceiros estão sendo criados para estas mulheres? As "turbinadas".
- Que homens serão? "Malhados", "narcisistas" ou meros reprodutores para serem descartados. - E os filhos? Como serão? Parece não restar nenhuma dúvida: Estamos na Era da Vulgarização. A Era da "libertação da mulher" e dos "homens superobjetos".
- As mulheres se achando livres estão aprisionadas numa exterioridade corporal que apenas esconde pessoas famintas de amor e carinho. São escravas, aparentemente, alforriadas que continuam na grande senzala sem grades: o mundo moderno.
- Quanto aos homens? Vão continuar dizendo: "é areia demais para o meu caminhão". Raros são os conquistadores... Outros tantos hodiernos vivem nervosos e fragilizados à meia-bomba ejaculando precocemente.

Tenho saudades dos tempos das bundinhas e peitinhos normais... Que estavam disponíveis aqui ou ali.

Mantenha a calma! Pois nem tudo está perdido. Ainda encontramos mulheres que sabem valorizar uma simples atitude, rara nos homens de hoje, como abrir a porta do carro... ceder o lugar para uma grávida... Ainda, encontramos mulheres que adoram receber românticas cartas, bilhetinhos e até flores. Coisas que um moderno classifica como: "démodé".
Imaginemos como deverá ser o encontro de um "saradão" e uma "turbinada" ... Algo mais ou mesmo assim:
- Saradão - "Meu" ... o meu professor falou que posso disputar o "Iron Man que vou ganhar fácil".
- Turbinada - Ah! "Meu"... o meu "Personal Trainer" disse que estou com os glúteos bem em forma e que nunca vou precisar de plástica".
E a música??? Só se for o "último sucesso" (????) dos Travessos ou "Chama-chuva..." e o "Vai Serginho"???...

Minha gente! Xô estereótipos... A mulher brasileira é linda por natureza. O homem brasileiro é esforçado, enérgico e vigoroso. Curta seu corpo de acordo com sua idade.

La Rochefouncauld, crítico francês, escreveu:
"Ao envelhecer, ficamos mais loucos e mais sábios".
Independente de qualquer crítica ou comentário que esta crônica possa provocar é exatamente assim que me sinto: UM POUCO DE LOUCO E UM POUCO DE SÁBIO.