Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
#FocoForçaeFé
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

"Considere como é difícil modificar a si mesmo e você entenderá quão pouca chance tem ao tentar modificar outras pessoas." - Jacob M. Braude

"Seja em você a mudança que quer para o mundo" - Ghandi´

Aos preconceituosos e aos piadistas, sugiro que olhem para si mesmos antes de julgarem os outros... Quem aponta um dedo para alguém, aponta três para si mesmo.


Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA.

DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA.
DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA - POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO ABAIXO...
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.

PARA MEDITAR...

"OS HOMENS PASSAM, A OBRA PERMANECE!"

"GARIMPANDO AMIZADES:
PERDI MUITOS DIAMANTES ENQUANTO OCUPADO GARIMPAVA NO MEIO DE FALSAS PEDRAS PRECIOSAS."

"NÃO ME IMPORTO COM O QUE OS OUTROS PENSAM DE MIM. IMPORTO-ME COM O QUE EU PENSO E COM O QUE FAÇO. EIS UMA DAS CARACTERÍSTICAS DO MEU CARÁTER."

"NINGUÉM É OBRIGADO A GOSTAR DE ALGUÉM, MAS EXISTE UMA COISA QUE SE CHAMA: RESPEITO!"
Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços e valores. Reviravoltas. Ficamos surpresos... Às vezes, no caminho um pensamento nos faz dizer: -"Este é o pior momento da minha vida". Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, o que não nos mata - nos torna mais forte.
Agora as diversidades não importam. Eis o dilema! A vida é uma jornada e não um aleatório destino. Egresso da Baixada Fluminense... Ex-Marujo...
De bem com a vida - acordado e energizado - faço do escrever a minha terapia ocupacional.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.
Servir à Marinha:
Uma visão!
Um sonho!
Uma vida!


sábado, 23 de maio de 2009

OUTRA REALIDADE

OUTRA REALIDADE: - CROSSDRESSER

Depois de escrever sobre BROMANCE, ÜBERSEXUAL e METROSSEXUAL. Hoje ao assistir um programa de TV no Canal Bandeirantes sou surpreendido com um novo termo, porém, antigo: CROSSDRESSER.

Não contive a curiosidade e lá fui para a internet... Logo de primeira tomei conhecimento da existência do BCC – Brazilian Crossdresser Club – Fundado em 1997 - http://www.bccclub.com.br/ - (este é o site do primeiro clube voltado para crossdressers e transgêneros do Brasil e mais, deparei com o aviso: - Este NÃO é um site de conteúdo erótico.

Não contive a curiosidade e cliquei em ENTRADA.
Nesta altura do campeonato vou satisfazer a sua curiosidade. Duvido que ela não exista. E relevarei parte do conteúdo do que lá encontrei:

============================

“EXISTIMOS PELO PRAZER DE SER MULHER
A finalidade deste site é apresentar o BCC cujo objetivo é a integração social entre pessoas que tem a fantasia de usar roupas do sexo oposto (crossdressing).

Se você se enquadra nessa condição venha fazer parte de nosso clube que foi criado em 1997 por crossdressers e para crossdressers e transgeneristas em geral bem como seus amigos e simpatizantes.

Todos são bem-vindos entre nós. Informamos que o BCC e este site não tem caráter sexual ou de encontros. Em virtude dos temas tratados desaconselhamos o acesso a menores de idade apesar destes poderem aqui encontrar respostas a muitas de suas dúvidas. Neste caso recomendamos o acompanhamento de um maior responsável nas consultas ao nosso conteúdo.”
=================================

O que é crossdresser? O termo foi importado para o Brasil em 1997 e numa tradução literal significa: “vestir-se ao contrário”.
Tendo em vista diversas teorias e estudos sobre o assunto não é tão fácil e simples explicar o tema.
Consultando a Wikipédia, encontrei a seguinte explicação:
“Os crossdressers são pessoas que vestem roupa ou usam objectos associados ao sexo oposto, por qualquer uma de muitas razões, desde vivenciar uma faceta feminina (para os homens), masculina (para as mulheres), motivos profissionais, para obter gratificação sexual, dentre outras. O crossdressing (ou travestismo, no Português Europeu, e frequentemente abreviado para "CD"), não está relacionado com a orientação sexual, e um crossdresser pode ser heterossexual, homossexual, bissexual ou assexual. O crossdressing também não está relacionado com a transsexualidade. Os crossdressers tipicamente não modificam o seu corpo, através da terapia hormonal ou cirurgias, mas tal acontece em alguns casos, como o de Stu Rasmussen, político americano e presidente da câmara municipal da cidade de Oregon. Os transformistas fazem parte da população crossdresser, mas a sua motivação está relacionada apenas com motivos profissionais, como espectáculos de transformismo. A expressão "drag-queen" (de DRAG, "DRessed As a Girl"), em inglês, é equivalente a transformista, mas quando utilizada no português, por vezes refere-se aos crossdressers com um visual mais exageradamente feminino.
Pelo que entendi o crossdresser, são pessoas que vestem roupas ou usam objetos associados ao sexo oposto. Não vou me estender. Acredito que as minhas palavras sejam suficientes para provocar a sua curisidade. Não? Deixa de ser hipócrita ou preconceituoso. Quer queiramos ou não as coisas estão acontecendo e não conseguiremos mudar o ritmo. Mas, quem se arriscará a atirar a primeira pedra? Que o faça aquele não for crossdresser ou aquele que não tiver nenhum caso “em família”. Pelo que tomei conhecimento, uma coisa ficou bem nítida: - Não dá para camuflar.
E renovo o alerta:
- Espantado? Reveja os seus conceitos. Xô preconceito!