Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

NEM ESCRITOR E NEM POETA. OUSO ESCREVER.

Não sou escritor e nem poeta. Ouso escrever.
#
►►►◄◄◄
#
No Brasil a educação e a cultura, diante de fatos tão evidentes e reveladores é uma vergonha para quem quer ver. Comentário sem nenhum fundamento? Então observe como um cidadão fica possesso quando encontra seu carro riscado, mas pouco se importa se o filho passou o dia sem aula.

Sou do tempo do primário, admissão, ginásio e do científico. Sou do tempo em que não existia faculdade noturna. Entretanto, não sou hipócrita ao ponto de ser radicalmente contra o moderno. Depois dos 60 anos fui para uma faculdade.

Tudo mudou... As coisas já não são como antigamente. A poesia tradicional, cedeu espaço ao moderno. Certo dia, comparecendo, em determinada reunião de uma Academia, assisti a um debate sobre poesia. Para mim uma verdadeira aula. De um lado "conservadores ou antigos" defendiam a "poesia tradicional", outro grupo defendia a "poesia moderna".
Retirei do baú antigos poemas e a partir daquele dia, dedico parte de meu tempo ao ato de versejar e a valorizar as produções.
Como uma metamorfose ambulante não fiquei parado... poetando posso cavar, no chão da mesma palavra, o milagre de um sol que se multiplica, até o infinito, dando vazão, no acaso de um silêncio, a sentimentos múltiplos. O faço como quem brinca de ser anjo... Revivendo e vivendo momentos... por aí vou escrevendo...
Ouso transcrever, as seguintes"elegias"...


SENTIMENTOS

Homens e mulheres
no passado interagiam fantasias
hoje entre farpas e mentiras
no presente tratam-se meu bem...
Depois! Meus bens...
Dando vazão
a sentimentos outros...
escolhendo o melhor...
Conscientes
entre altos e baixos
em nome do amor
ainda subsistem sentimentos.



SONHE...

Chorando...
Implorando...
Querendo...
Sonhe...
Na aventura humana
Sonhar é sentir...
Sonhe fantasias ou devaneios.
Sonhe!