Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
#FocoForçaeFé
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

"Considere como é difícil modificar a si mesmo e você entenderá quão pouca chance tem ao tentar modificar outras pessoas." - Jacob M. Braude

"Seja em você a mudança que quer para o mundo" - Ghandi´

Aos preconceituosos e aos piadistas, sugiro que olhem para si mesmos antes de julgarem os outros... Quem aponta um dedo para alguém, aponta três para si mesmo.


Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA.

DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA.
DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA - POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO ABAIXO...
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.

PARA MEDITAR...

"OS HOMENS PASSAM, A OBRA PERMANECE!"

"GARIMPANDO AMIZADES:
PERDI MUITOS DIAMANTES ENQUANTO OCUPADO GARIMPAVA NO MEIO DE FALSAS PEDRAS PRECIOSAS."

"NÃO ME IMPORTO COM O QUE OS OUTROS PENSAM DE MIM. IMPORTO-ME COM O QUE EU PENSO E COM O QUE FAÇO. EIS UMA DAS CARACTERÍSTICAS DO MEU CARÁTER."

"NINGUÉM É OBRIGADO A GOSTAR DE ALGUÉM, MAS EXISTE UMA COISA QUE SE CHAMA: RESPEITO!"
Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços e valores. Reviravoltas. Ficamos surpresos... Às vezes, no caminho um pensamento nos faz dizer: -"Este é o pior momento da minha vida". Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, o que não nos mata - nos torna mais forte.
Agora as diversidades não importam. Eis o dilema! A vida é uma jornada e não um aleatório destino. Egresso da Baixada Fluminense... Ex-Marujo...
De bem com a vida - acordado e energizado - faço do escrever a minha terapia ocupacional.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.
Servir à Marinha:
Uma visão!
Um sonho!
Uma vida!


sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

NÃO HÁ NINGUÉM FEIO AOS DEZOITO, AOS VINTE ANOS.

CERTA VEZ, DISSE MÁRCIA DE WINDSOR, ANTIGA JURADA DE PROGRAMAS DE AUDITÓRIO DA TELEVISÃO: - NÃO HÁ NINGUÉM FEIO AOS DEZOITO, AOS VINTE ANOS.
Como ganhar leveza na juventude, quando praticamente tudo nos possibilita fruir a vida, mas nos restringimos por causa da insegurança, baixa autoestima, um olho enorme que só encerga o que não é perfeito em nosso corpo? Certa vez, ouvi Márcia de Windsor, uma antiga jurada de programas de ausitório da televisão, dizer que não há ninguém feio aos dezoito, aos vinte anos. A questão é que, nessa idade, só vemos nossos defeitos, e perdemos oportunidades valiosas, porque nos falta autoconfiança.
Como ganhar leveza, quando chegamos aos cinquenta, e já assimilamos regras, normas, saberes, afazeres e deixamos de ver que, em nossa maturidade, TUDO é possível, porque não temos mais a insegurança da juventude e podemos fruir da vida o melhor? Como quebrar, aos cinquenta (ou mais), os paradigmas que nós mesmos criamos para correspondermos a uma imagem que, supostamente, o meio em que vivemos faz e exige de nós?
Às vezes, fico pensando que, no momento da verdade (aquele que acontece para todos - o da partida deste mundo -), talvez descubramos que vivemos toda uma vida para dar satisfações aos outros, mantendo-nos fiéis a uma imagem que construímos e vendemos de nós mesmos. Lá, na hora H, talvez descubramos que esse foi o maior dos nossos equívocos, porque viver é uma oportunidade valiosa demais para ser gasta em nome das expectativas dos outros. Viver é um experiência pessoal, e experimentamos o nosso melhor quando usufruírmos de toda a beleza, de todos os sentimentos, de toda gratuidade. Talvez a maior das inovações seja viver em plenitude o que nos foi dado ser.
(Artigo publicado na Revista RioSport - pág. 96 - Ano.03#11.DEZ.09.MAR.10)