Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens.
Servir à Marinha:
Uma visão!
Um sonho!
Uma vida!



sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

DIVULGAÇÃO...

REFAZER LAÇOS
(Carvalho Branco)*

Deus nada nos tira, nos leva...
Dotou-nos de Luz, verdade...
O homem mergulhou na treva,
buscou infelicidade...
Destruiu a Natureza,
hoje só chora tristeza
e exibe sua vaidade!

Se Deus nos tirou do Caos
e fez de nós homens livres,
hoje nós, os homens maus,
morando à beira de aclives,
botamos em risco a vida
que no corpo tem guarida,
perdemos os nossos víveres...

Multiplicam-se essas cruzes
ao longo da caminhada.
O ruído dos obuses
atravessa nossa estrada.
Um pesadelo real!
O que é crime, o que é legal?
Vai tudo com a enxurrada!

Se Deus é todo Amor,
não fez de nós flagelados;
de lama não fez a cor
dos males por nós passados.
Se hoje choramos de dor
pelas perdas, pelas mortes,
temos, sim, de ser bem fortes

pra soerguermos o mundo,
empenharmos nossos braços
num abraço tão profundo,
pois são os primeiros passos
pra refazer o caminho,
levantar um novo ninho,
com Deus refazer os laços!...


* Escritora e Poeta Marilza Albuquerque de Castro