Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
#FocoForçaeFé
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

"Considere como é difícil modificar a si mesmo e você entenderá quão pouca chance tem ao tentar modificar outras pessoas." - Jacob M. Braude

"Seja em você a mudança que quer para o mundo" - Ghandi´

Aos preconceituosos e aos piadistas, sugiro que olhem para si mesmos antes de julgarem os outros... Quem aponta um dedo para alguém, aponta três para si mesmo.


Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA.

DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA.
DOWNLOAD LIVRO DE MINHA AUTORIA - POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO ABAIXO...
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.

PARA MEDITAR...

"OS HOMENS PASSAM, A OBRA PERMANECE!"

"GARIMPANDO AMIZADES:
PERDI MUITOS DIAMANTES ENQUANTO OCUPADO GARIMPAVA NO MEIO DE FALSAS PEDRAS PRECIOSAS."

"NÃO ME IMPORTO COM O QUE OS OUTROS PENSAM DE MIM. IMPORTO-ME COM O QUE EU PENSO E COM O QUE FAÇO. EIS UMA DAS CARACTERÍSTICAS DO MEU CARÁTER."

"NINGUÉM É OBRIGADO A GOSTAR DE ALGUÉM, MAS EXISTE UMA COISA QUE SE CHAMA: RESPEITO!"
Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços e valores. Reviravoltas. Ficamos surpresos... Às vezes, no caminho um pensamento nos faz dizer: -"Este é o pior momento da minha vida". Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, o que não nos mata - nos torna mais forte.
Agora as diversidades não importam. Eis o dilema! A vida é uma jornada e não um aleatório destino. Egresso da Baixada Fluminense... Ex-Marujo...
De bem com a vida - acordado e energizado - faço do escrever a minha terapia ocupacional.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.
Servir à Marinha:
Uma visão!
Um sonho!
Uma vida!


segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

POEMAS DE PAULO WILSON

Não posso furtar-me divulgar os poemas remetidos por Paulo Wilson via email.

O moinho

Minha vida é um moinho
gira, gira, sobe, desce e eu
aqui, tonto, perdido.

Hoje estou triste e nem sei porque.
Mas lembro que ontem sorria festivamente,
inundado de alegria, e cercado por um burburinho
de conversas e risos... mas hoje estou triste.

Despido da máscara e da camada superficial que
ontem me envolvia, hoje acordei humano e triste,
voltei a mim, ao moinho, e como todo ser humano tenho meus problemas,e já que são meus eu acordei com eles.

É isso! Já sei porque estou triste.
Sou eu e eu com minhas limitações e fraquezas.
Desamparado por desconhecer amparo. Triste hoje, alegre amanhã,girando, girando, descendo, descendo, subindo, subindo, e na firme certeza de que águas passadas moveram o moinho, a minha vida.

Eternidade

Exatamente hoje completa uma eternidade que não te vejo.
Muita coisa mudou, as pessoas, os lugares,
o modo de viver, o meu modo de pensar, amadureci.

Hoje vejo tudo com outros olhos, mas existe algo que não mudou; a minha paixão por você.

Ainda sinto a tua falta. Te amo mas te evito, e isso me entristece. Tanto que nesta manhã de verão você está mais real, mais aqui, acelerando o ritmo em meu peito, como se meu coração fosse uma jaula, e você lá querendo sair, querendo ficar.

Enquanto observo os raios de sol baterem no vidro da janela reclamando passagem, percebo que você ainda é o meu sustento de luz e de calor.

Duas vidas

São duas vidas a andar
São duas vidas neste mundo a girar
são procuras, encontros e desencontros
pés a caminhar.

são duas vidas a andar
e a vontade estourando no peito de se encontrar,
se conhecer, se ver, se achar
neste mundo a girar.

mas eis que o encontro se dá
destas vidas que estão a se procurar.

E a solidão se vai
prá tão longe de não mais se ver
deixando estas duas vidas
girando num só querer.

Definindo o amor

O amor é um sentimento que motiva, desmotiva, alegra, entristece...
è aquilo que te muda completamente.
Te deixando bela ou fera, exuberante ou arrazada.
É aquilo que te deixa distraída a sonhar,
é um aviãozinho que você pilota todas as noites ao dormir.
É uma montanha sem pico, um abismo sem fim.
Existem várias concepções para o amor, e cada um o resume como quer.
Só não podem resumi-lo como eu, pois para mim o amor é você.

Prá que sofrer?

Pra que sofrer se meu querer é estar assim,
contigo em mim.
Prá que fugir se o mais certo
é estarmos juntos, juntos, bem perto.
Prá que tentar se controlar se a sensação é evidente
prá que sofrer, prá que fugir se é tão bom o que se sente.
Vou é deixar isso crescer
Pois evitar não tem porque
Vou viver isso até o fim
Vou arrasar, vou me acabar
Mas vou agir assim.

O fim

Tudo acabou ...
o brilho das luzes multicoloridas
músicas, encontros,
beijos, despedidas.

Encontros fortuitos, início encantado.
Boas descobertas, amar, ser amado.
Palavras doces que tocaram em mim,
sem imaginar que isso iria ter fim.

Nem lembro mais como o fim começou.
Mas sei que esta cinza que restou,
de planos, projetos e juras de amor
deixou no meu peito um enorme vazio.
E agora só posso dizer que tudo acabou.

Saudade e dor

A distância corrói, desanima e tortura mais do que transparece,
É a saudade que dói alucina, mensagem de um peito que anoitece.
Esquecer, talvez, mas demora...
Amanhã, depois, não agora.
Agora a saudade me devora.
A saudade corrói o meu peito...
E dói.