Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens.
Servir à Marinha:
Uma visão!
Um sonho!
Uma vida!



segunda-feira, 13 de junho de 2011

MAIS REFLEXIVO... VIVO, ACORDADO E ENERGIZADO.


Depois que ultrapassei a barreira dos 70 anos estou mais reflexivo... Os sentimentos de mágoa e rancor não têm espaço na minha maneira de ser. Acreditem!!!!!!!!!!!!! É passado.


Calma!!!!!!!!!!! Não me colocando em "redoma de vidro" - aquela peça reservada ao uso daqueles santificados - reconheço que terei muita coisa para prestar contas: - Na dualidade que existe, combati com gestos ou palavras; procurei ser autêntico, sincero e leal em meus propósitos, tive momentos de ilusão, desilusão e fraquezas, alegrias e tristezas. Tantos medos, tanta coisa travada, tanta rejeição, tantas coisas e dores difíceis de explicar... Ainda carrego, por dentro, farpas que nem Freud explica. Tive a humildade de pedir desculpas quando estava errado. Assumi atitudes ousadas: mudei e aprendi.

Para mim os verdadeiros dias de festa são queles em que venço uma tentação... Atiro para bem longe de mim o  medo, a maldade ou a inveja. Momentos houve em que me considerei um verdadeiro "desastrado" e apesar de, em determinadas ocasiões, ter enveredado por caminhos tortuosos, não me desviei do bom caminho.

Continuo não me rendendo a coasão e, não me submeto a constrangimento imposto que deponha contra meus princípios ou signifique coação moral ou pressão psicológica de qualquer natureza.  A minha resposta é o silêncio.

Em síntese a minha vida prossegue sem grandes oscilações na certeza de que o maior prêmio é a consciência tranquila do dever cumprido.


Sou grato a Deus por estar vivo, acordado e energizado.