Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens.
Servir à Marinha:
Uma visão!
Um sonho!
Uma vida!



sexta-feira, 5 de outubro de 2012

DESAFIO

Saber viver sem a perda da individualidade... Viver o presente, passado e até o futuro... Esquecer os preconceitos que são o argumento dos poucos inteligentes. Colocar o trabalho a serviço do próximo, sobretudo dos mais fracos, dos pobres e dos enfermos, sem transformá-los em expediente de exibição da miséria ou fazê-los massa de manobra do baixo sentimentalismo com fins de audiência. Equuilibrar as contradições em função dos objetivos maiores e no aprimoramento da conduta e, que estas ações náo sejam alienações da realidade e, também, não venham a se transformar num desfile de travestidas inconsequências. Eis o desafio...
 
Durante anos, presssionados pelas regras sociais, colocamos diversas máscaras - tudo conforme as nossas próprias conveniências... Foi-se o tempo do querer ganhar as coisas no grito. Hoje tudo é exceção: honestidade, educação, espírito profissional etc Mentir é inofensivo. A verdade é o que menos importa. E, algumas pessoas se dão ao luxo de dar "vivas" à atual realidade da nova forma "enlatada" de cultura. Chega de parecer isto ou aquilo. Em qualquer sociedade o não poder sobreviver de forma digna pode gerar caos e anarquia social. É inconcebível que continuemos tentando recuperar prejuízos. Podemos evitá-los com um mínimo de interesse, organização e sobretudo vontade do bem fazer. Ontem como hoje, como em todos os tempos devemos ter os olhos fixos  nas leis da evolução e do progresso até atingirmos o máximo desenvolvimentio... Eis o desafio.