Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

O TEMPO DA PRESSA

Por Carmen Glória Coelho
Existe uma pressa esgotante nas pessoas. Pressa no andar, no falar, ao alimentar-se...
Pressa, muita pressa... É pressa em conhecer, conquistar, em ter certezas.
As mesmas certezas que, pela pressa, revelam-se infundadas.
Pessoas de todas as idades correm de um lado para o outro,
buscando o pote de ouro no fim do arco-íris.
O valioso tempo é ignorado, pois a pressa não acredita que ele (o tempo) é sagrado,
precioso e insubstituível.
Correndo atrás de tantos “ouros” nas nossas vidas, deixamos de ver os verdadeiros tesouros
tão ao alcance das nossas mãos.
Deixamos de olhar nos olhos de quem nos trouxe ao mundo tridimensional e de acalmar nossa pressa, nossos desesperos...
Deixamos de ouvir “os mais velhos” e de aprender com a sabedoria, que vem a todos com o próprio tempo, deixando de evitar, assim, tantas perdas, prejuízos e sofrimentos.

Deixamos de ter tempo para os parceiros dessa nossa jornada, diminuídos olhares, multiplicadas queixas e exigências, deixando partir experiências únicas como o romance, o diálogo afetuoso, o desabrochar dos filhos.
Esquecemos de SER e, apenas, queremos TER.
Continuamos “colonizáveis” trocando todo nosso SER por mercadorias vindas das “Índias” do consumismo e pelo consumismo do TER.
Viver bem, com saúde e confortavelmente é um direito de todos. A obsessão pelo excesso compromete a existência a nível planetário.
O tempo é inexorável e não volta.
Faça um inventário da sua vida; há tempo para abraçar seus tesouros e desfrutar do sagrado tempo, enquanto você, ainda, existe.

Artigo no Ano 4 Arte Real Junhjo 2010 nº40